Domingo, 8 de Julho de 2007
SALVA- Planta medicinal
Plantas Medicinais P11 (Salva)
 
NOME; Salva( Salvia Officinalis)
 
Outros NomesErva Santa, Salva dos jardins , salva ordinária, Salva-mansa, Salva das boticas, Salva-menor, Salva das farmácias, Salva da Catalunha, Grande Salva, Chá da Europa, Chá-da-Grécia, chá-da-frança, Salvei (alemão), Salima fina(espanhol), Sauge officinale(francês), Sage(inglês), Salvia(italiano)
 
Família; das: Labiadas
 
Sabor;.Picante, ligeiramente amargo-(aromática
 
Componentes;.  Ácido rosmarínico, flavonoides, saponósido  
 
 Propriedades  Anti-espasmódico, anti-céptico, anti-sudorífico, carminativo, colerético, hipoglicemiante vulnerário, estimulante cardíaca, e do sistema nervoso, estomáquico, emenagogo, digestiva, tónica, sudorífica, desinfetante, expectorante, anti-reumática, tónico para peles flácidas, tuberculose pulmonar, debilidade do estômago,  
            Resfriados, frieiras, cólera, prisão de ventre, afecções hepáticas, regularisa o fluxo menstrual, aconselhável para distúrbios orgânicos,
 
A Salva contém ruiona, tujano, que pode provocar ataques epilépticos, evitar durante a gravidez, procurar acompanhamento profissional quando de problemas cardíacos.
 
            Sempre conheci esta planta, ao falar dela, aviva-me na memória longínquas recordações, quando criança, tinha-mos um volumoso pé de salva numa parte mais elevada, junto ao quinteiro (parte do quintal em que era armazenado os matos cortados no monte para fazer a cama aos animais, transformando-se em estrume que servia como fertilizante para as terras, cuja formula ancestral, seria (B+p/4*m), dava o adubo da época, ou seja, bosta, pisa, pisa, vezes mijo, componente animal, a verdade é que a força deste fertilizante, sem odores desagradáveis, quando arrancado ao amanhecer, das cortes dos animais, deitava cá uma fumarada, que mais parecia os assadores de sardinha em noites de S. João  Como ficava a caminho da saída do portal de entrada, quando nos dirigíamos com o fato domingueiro, que era mais utilizado, quando ia-mos à igreja, meu pai colhia algumas folhas e esfregava os dentes com elas, e dizia-me, isto põe os dentes branquinhos e novos, claro que eu ao ver tal efeito imitava-o, quanto as chás não me lembro de esta planta ser utilizada, ao contrário de muitas outras, se bem que, ao dar uma volta pelos meus alfarrábios de ervas, eu encontre um verdadeiro, manancial de propriedades medicinais, já os gregos e romanos consideravam esta planta capaz de curar todas as enfermidades, e utilizavam-na como tónico geral para todas as doenças
            O meu conselho de sempre, é que os chás de plantas, tal como os medicamentos, nunca devem ser tomados em excesso, uma dosagem exagerada, pode ser perigoso, quando as pessoas andam a tomar medicamentos, prescritos pelos médicos devem perguntar ao médico se pode tomar este ou aquele chá, para que de alguma forma possa ser útil, aqui vão algumas receitas.
            TOSSE- Decocção – ferver lentamente, 20g de folhas de camomila, 40g de folhas de salva, e 100g de mel em um litro de água, durante 15 minutos e beber 3 chávenas por dia.
            BOCA- (estomatite inflamação) – Decocção – 50g de folhas de salva em 1 litro de água, repousar 30 minutos, filtrar e beber 4 chávenas por dia, pode ser ainda utilizado em bochechos.
Brônquios- (catarro) Triturar em pilão, folhas secas de salva, de modo a obter cerca de 50g de pó que deve ser misturado a 80g de mel, tomar duas colhes por dia, uma de manhã outra ao deitar.
            DIABETES- Em um litro de bom vinho branco, ferver 100g de salva por 2 minutos, passado meia hora filtrar o vinho conservando-o numa garrafa, beber um cálice depois das refeições.
            ESGOTAMENTO NERVOSO- Infusão, verter uma pitada de flores de camomila, e uma folha de salva em uma chávena de água fervente, filtrar o líquido e adoçá-lo com mel bebendo-o antes de deitar.
            GARGANTA- (Inflamação tonsilite), tintura- deixar em infusão em um litro de aguardente feito de uvas puras, 25 g de folhas de salva, depois de 10 dias filtrar e beber em cálice durante o dia, pelo menos uma semana.
            Poderia prosseguir com mais receitas, para as mais diversas enfermidades, só que este post seria demasiado extenso, no entanto, acho que devo aconselhar esta planta, como a melhor pasta dentífrica, para a lavagem da boca, gengivas e dentes, como sabem as folhas de salva tem uma pequena pelugem e são ásparas, estimulam como dentífrico, o tanino que a planta contém, e as propriedades anti-sépticas e aromáticas, contribuem para a mais apropriada higiene da boca sem a sanguinarina das vulgares pastas dos dentes, se tem problemas de gengivite, algumas folhas desta planta numa chávena de água fervente, é solução, no entanto esta planta deve ser usada com moderação, nunca em doses elevadas, atendendo que na sua estrutura contém tujano composto, que pode causar convulsões.
Salva (m/quintal
 
           Aconselho, tomar um bom chá - João Alves

sinto-me: novamente bloguista

publicado por J. Alves às 00:11
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Franc a 9 de Julho de 2007 às 00:15
Boa, meu caro. Continuam os seus belíssimos artigos recheados de muita informação útil. Saudações bloguistas do Francisco.


De antonioduvidas a 16 de Julho de 2007 às 21:04
Eh senhor Alves mais um chá à maneira!...
O senhor deve cultivar um estilo de vida muito saudável, ele é chás de manhã, à tarde e à noite!...

Saudações, antonio


De antonioduvidas a 21 de Julho de 2007 às 11:49
Ainda sobre o seu post anterior sobre a fonte, em todas as terras havia uma.
Na aldeia das minhas raízes ainda lá está a fonte, muito coçada devido ao uso, agora sem utilidade, onde gerações se foram abastecer de água.
Aqui há dias a falar com uma senhora dos seus 75 anos que conheço desde rapaz, dizia-me que quando ao fim do dia iam à fonte chegavam a casa com o caneco cheio despejavam-no para poder voltar. Era um centro cívico, como hoje se diz, onde encontravam os rapazes para uma fugaz empiscadela de olho às tantas!

Saudações, antonio


De DELATORRE a 11 de Julho de 2012 às 07:59
Meu caro amigo, ando há uma semana com uma conjuntivite viral e o médico que me assistiu receitou-me um antibiótico, como não passava voltei e já era outro médico que retirou toda a medicação e disse-me para ir arranjar SALVA, colocar 4 folhas em 1/4 litro de água a ferver durante 4 minutos e depois de fria passar com uma compressa nos olhos. Parece milagre, em menos de 24 horas e já estou quase curado, recomendo a toda a gente. Um abraço


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


posts recentes

DESPEDIDA DE 2017

BIFE DA PÁSCOA de 1974

QUIABO Abelmoschus escule...

TREVO CERVINO -­ PLANTAS ...

ERVA PRINCIPE -­ PLANTAS ...

ABELHAS ASIÁTICAS EM CARD...

16ª Meia Maratona Manuela...

CARDIELOS, NOS SEUS RECÔN...

AZEVINHO PLANTA MEDICINAL

IMPATIENS WALLERIANA-Plan...

arquivos

Dezembro 2017

Março 2016

Dezembro 2015

Outubro 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Junho 2013

Dezembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds