Sábado, 26 de Março de 2016
BIFE DA PÁSCOA de 1974

Por mera coincidência de percurso, ao passar pelos meus arquivos de fotografias que há vários anos tinha digitalizado para o PC, o mousse inadvertidamente fixou um ficheiro e desse gesto surgiu a vontade de abrir outras fotos,  algumas um tanto enferrujadas pela erosão do tempo, mas, alguns segundos bastaram para as identificar com  o momento de pascoa que vamos a atravessar e mais precisamente com o sábado de Aleluia que é hoje e acrescentando mais conteúdo a este dia as fotos me fizeram reviver, a Páscoa de 1974, assim como o Bife de Aleluia de 74, em que por acaso foi campeão num duelo de empate, bom deixemos essa parte de escasso interesse, também posso afirmar que foi a única competição de faca e garfo da minha vida, e da qual não fiquei com remorsos, decorridos quarenta e dois anos, mantenho a mesma linha sem um mínimo de esforço sem  temor à obesidade, mas com um frenesim quotidiano sempre presente, que se identifica com uma maneira de ser própria, talvez seja esse o meu escudo invisível que me protege dos excessos que num momento ou outro nos pode tomar de assalto.

Nada desta lenga lenga, teria razão para ser blogado, nem certamente o sentido da minha atenção, teria sido avivado para as imensas recordações que daí vieram, muitos amigos que já nos deixaram, alguns, com os quais convivi muitos anos, atendendo ao dia de hoje, lembro o fundador do Bife da Páscoa, O Sr.. Américo antigo Proprietário e fundador do Restaurante Rio Lima, em Cardielos, um Mestre da culinária, insubstituível na confecção do Bife da Páscoa, cujo sabor personalizado se perdeu, outros pratos inesquecíveis do mesmo Mestre, como Arroz à Valenciana, Pescada à Vianense, e Bacalhau à Rio Lima. Naquele tempo, os grupos não eram como hoje que são às centenas, nosso grupo tinha trinta e tal homens, (só homens) foi um dia de convívio e alegria, lembro-me que o Amigo João Marques, foi a casa buscar o bombo e caixa a casa para animar a festa,  e trouxe uma garrafa de bagaço especial, (ele também teve um alambique), apanharam-lhe a garrafa, a garrafa andou de mão em mão por debaixo da mesa, sem ele conseguir pôr a vista em cima, a par destas peripécias muitas outras se passaram, a convivência e a amizade, eram nobres condutas sempre presentes.

 

sr americo tocando caixa.jpg

 O Sr. Américo na caixa, à direita Manuel Canas fornecia a carne de 1ª. qualidade

bife de aleluia  1974.jpg

 

B.Pasc.74.jpg

bife de aleluia.jpg

 

 

 



publicado por J. Alves às 17:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


posts recentes

DESPEDIDA DE 2017

BIFE DA PÁSCOA de 1974

QUIABO Abelmoschus escule...

TREVO CERVINO -­ PLANTAS ...

ERVA PRINCIPE -­ PLANTAS ...

ABELHAS ASIÁTICAS EM CARD...

16ª Meia Maratona Manuela...

CARDIELOS, NOS SEUS RECÔN...

AZEVINHO PLANTA MEDICINAL

IMPATIENS WALLERIANA-Plan...

arquivos

Dezembro 2017

Março 2016

Dezembro 2015

Outubro 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Junho 2013

Dezembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds