Quinta-feira, 8 de Maio de 2008
Cardielos; Caminhadas

 

Cardielos; Caminhadas
 
            Há alguns anos que se nota na nossa Freguesia assim como de uma maneira geral. em muitos outros locais, um certo movimento de pessoas em grupo, ou aos pares num ritmo cadenciado, a passearem por diversos caminhos da aldeia, nas suas caminhadas, restringe mo a falar do pequeno pedaço da minha terra, em que sempre tive um férreo apego a este lugarejo e às suas gentes e costumes. Não só os contornos dos lugarejos se alteram ao longo dos anos, seja pela erosão, ou pelo trabalho do homem que dado a composição  dos seus genes evolutivos e intelectuais, direccionados  na vertente do progresso, se manifestam diariamente, alterando os caminhos, as casas e a floração, em todo o seu aspecto físico e mesmo geográfico.
            Falando de costumes, e regressando uns longos anos atrás, era ainda criança e via tanta gente nas suas caminhadas as pessoas caminhavam oito quilómetros para cada lado, a pé para irem para Viana do Castelo com um cesto de forras de salgueiro na cabeça, cheio de pequenas coisas que cultivavam ou criavam, para venderem no mercado “praça”, para arranjarem algum dinheiro destinado a outras necessidades, a caminhada para Ponte de Lima (15 Km), em que se comprava o porquito ou cântaros de barro para a água, trazidos no grande barco que silenciosamente descia o Rio Lima, era miúdo, lembro-me como era agradável aquela viagem de volta que me esquecia do cansaço da ida, sentava-me na borda do barco que descia calmamente o rio, trincava uns ressequidos  tremoços comprados na Vila, e  atirava as cascas para a água, que gozo me dava ver os peixes a acompanhar o barco a saltar e a mergulhar. Eram as caminhadas de ranchos de moças que iam para a quinta de S. Isidoro ou outros campos de cultivo, alegres a cantar, era a caminhada de ida e volta para feira de Barroselas, certa vez trouxemos de lá uma vaca que compramos, mas foi custoso para mim,  e para o meu pai, fartamo-nos de puxar por ela durante todo o caminho, a danada não queria emigrar para o lado direito do Rio Lima. Hoje temos os automóveis que vão a tudo quanto é sítio e nos levam confortavelmente aos locais desejados, mesmo àqueles mais vizinhos das nossas casas, o pior foi o Sr. Colesterol que comodamente se instalou nas nossas vidas a ponto de as danificar, uma alimentação cuidada e umas boas caminhadas conseguimos realmente combater o  dito cujo, dai, a razão das novas caminhadas, daí que alguém em Cardielos, se lembrou deste evento, não sei se,  a Junta e o Grupo de Atletismo “Ciclones”, mas, pelo que me apercebi a organização estava inteirinha nos Ciclones e na sua Fundadora Manuela Machado, a verdade é que no dia 4 p p embora uma chuvada tentasse contrariar a partida, mas cerca de duzentas corajosas pessoas com guarda-chuvas, oleados, e outras armas alusivas à intempérie, acompanhadas de uma grande força, estiveram presentes para a caminha de seis Km, na Av. Da Igreja, começamos às dez e picos e às 11 e tal estávamos no mesmo local, parecíamos canários com a camisola amarela oferecida pelos Ciclones, os menos corajosos ficaram em casa a fazer companhia ao tal dito Sr. Colesterol, que por sinal é muito caseiro. Achei esta caminhada demasiado silenciosa e muito diferente das acima supracitadas, mas adorei. A Manuela como é uma miúda baixa, mas uma alta mulher, subiu ao muro da avenida, e no meio de duas palavras sugeriu a ideia de repetirmos este evento todos os meses, e num unânime aplauso ouviu-se um estrondoso SIiiiiimmmm, o meu sim foi um pouco mais ronco porque estava sinusitado.
            Cabe neste espaço algumas fotos da caminhada.
 
Parte do grupo da caminhada
O convite da Manuela Machado
 
paragem para a foto

sinto-me: mais leve

publicado por J. Alves às 00:05
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


posts recentes

DESPEDIDA DE 2017

BIFE DA PÁSCOA de 1974

QUIABO Abelmoschus escule...

TREVO CERVINO -­ PLANTAS ...

ERVA PRINCIPE -­ PLANTAS ...

ABELHAS ASIÁTICAS EM CARD...

16ª Meia Maratona Manuela...

CARDIELOS, NOS SEUS RECÔN...

AZEVINHO PLANTA MEDICINAL

IMPATIENS WALLERIANA-Plan...

arquivos

Dezembro 2017

Março 2016

Dezembro 2015

Outubro 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Junho 2013

Dezembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds