Domingo, 31 de Janeiro de 2010
Plantas Medicinais, – Polipódio


 

Plantas Medicinais, P31 – Polipódio
NOME;Científico- (Polypódium vulgare) L)
FAMÍLIA;Polipodiáceas       
OUTROS NOMES, Fentelha, feto-doce, polipódio-de-carvalho, ,
Componentes:Lanino, resina, lípidos, tanino, saponósido, mucilagem, sais minerais, essência,  
PROPIEDADES; Expectorante, laxativo, vermífugo, colagogo,  
 PARTES UTILIZADASRizomas  
Indicações ;Bronquite, fígado, obstipação, parasitose, Figaddo (Icterícia), Intestino, (prisão de ventre)
Recomendação; As ervas são perigosas quando tomadas em excesso, ou aplicadas indevidamente
 
 
                Esta Planta também conhecida por fetos(feito) e neste campo há uma enorme variedade com nomes científicos diferentes  encontra-se em toda parte da Europa e na maior parte do mundo, gosta da humidade para ser expandir e leva de assalto os muros velhos, as árvores gretadas, especialmente os sobreiros e os carvalhos de muita idade, sobretudo onde haja vestígios de erosão, aproveitando os resíduos expostos para se propagar com as suas frondes robustas que vão trepando e expandindo em todas as direcções, deixando no seu dorso as as folhas lanceadas, bipinadas e cobertas por lanugem leve, uma espécie de bandeiras hasteadas na vertical,  como prova dos espaços ocupados.
            Algumas das utilizações ancestrais utilizadas antigamente, era as rizomas maceradas e colocadas em emplastro nos membros deslocados, um chá de rizomas adocicado com açúcar ou mel, faria baixar a febre. Dentro desta família das polipodiáceas, existem fetos (feitos) que são aplicados em tratamentos dermatológicos, é um antioxidante sendo utilizado como fotoprotector natural e também no tratamento da psoriase
            O chá desta planta atendendo à dureza dos rizomas deve ser feito por “Decocção”, exemplo ferver 25gramas de raiz devidamente limpas, em 1/2litro de água, manter a a ferver cerca de 5 minutos, Filtrar o líquido adoçá-lo e beber uma chávena ao deitar, e também durante o dia, se for adoçado com mel deverá deixar arrefecer um pouco para não tirar as propriedades do mel que também são proveitosas para o nosso corpo. Os rizomas podem ser colhidos no Outono e depois de secados podem ser armazenados.
 O polypodium vulgare tem sido submetido a inúmeras experiências para as mais variadas enfermidades, (pesquisa na internet), articulações, artrite, estimulação do sistema imunitário, reumatismo, doenças neurodegenerativas, reparação tecidual, asma, câncer, disfunção eréctil, etc transcrevo isto como mera curiosidade, porque sobre as teorias científicas e as investigações tomadas, não há conclusões verídicas, mas somente lembrar o interesse que esta planta tem para os laboratórios farmacêuticos.
Parte de baixo da folha(fotos do Quintal)
 

 

 


sinto-me: bem

publicado por J. Alves às 15:35
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

TREVO CERVINO -­ PLANTAS ...

ERVA PRINCIPE -­ PLANTAS ...

ABELHAS ASIÁTICAS EM CARD...

16ª Meia Maratona Manuela...

CARDIELOS, NOS SEUS RECÔN...

AZEVINHO PLANTA MEDICINAL

IMPATIENS WALLERIANA-Plan...

CARDIELOS e os seus recen...

STÉVIA (Plantas Medicina...

Cardielos- Monte de S. Si...

arquivos

Outubro 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Junho 2013

Dezembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Novembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds